Buscar
  • Lidia Ferreira

Autoestima - Exemplos de Inspiração


“A autoestima vem de ser capaz de definir o mundo em seus próprios termos e recusar-se a aceitar o julgamento dos outros. "

Oprah Winfrey


Durante o mês de consciência da autoestima a coluna Saúde da Mulher está refletindo sobre como é possível fortalecer a mente e transformar comportamento de forma que a sua autoconfiança reflita o que você sente sobre si mesma. Nesta edição você vai conhecer o exemplo de vida de Oprah Winfrey, que ensina como é possível vencer as adversidades que a vida apresenta e ainda se inspirar com a maneira como ela enxerga o poder da autoestima da mulher.


Exemplo de Inspiração de Oprah Winfrey


Nos Estados Unidos, durante o mês de fevereiro, além da conscientização da autoestima, também se celebra o mês da consciência negra. Oprah Winfrey não só é um excelente exemplo de sucesso no mundo dos negócios quanto de mulher que colaborou para erguer ainda mais alto a bandeira da #igualdade racial e de #gênero.


Oprah Winfrey recebeu diversos reconhecimentos ao longo de toda a sua carreira como apresentadora de tv. Além de permanecer por vinte e cinco anos apresentando o programa que levava o seu próprio nome, o Oprah’s Show; ela colecionou um vasto número de prémios e de nomeações em diversas áreas como, a nomeação para o Oscar como atriz coadjuvante pelo o filme A Cor Púrpura em 1986. Alem de uma carreira mundialmente conhecida, Oprah é um exemplo de como a mulher pode se destacar em qualquer area podendo usar de seus proprios recursos para impactar a vida de muitas outras pessoas que; assim como ela; venceu o preconceito, a injustica e a falta, tanto de apoio quanto de insentivo aos negros e pessoas que fazem parte da menoria.


Oprah nasceu no dia 29 de janeiro de 1954 em Mississippi, um estado com uma enorme importância para o movimento dos direitos civis, incluindo a garantia na constituição ao voto, acesso aos locais públicos, assim como a #universidades.


Conheceu desde cedo a realidade de uma vida limitada de recursos vendo a própria genitora, que era mãe solteira, enfrentando as dificuldades de não poder proporcionar o sustento que a levou a entregar Oprah para ser criada pela avó ainda bem pequena.


Certa vez, Oprah observava a rotina diária de trabalho da avó; que era empregada doméstica; quando foi confrontada internamente a tomar uma decisão que mudaria a própria história para sempre. Enquanto pendurava no varal as roupas de seus patrões que havia acabado de lavar com as mãos, a avó de Oprah diz uma frase acreditando que estava ali oferecendo um conselho precioso para a sua neta. “Oprah Gail, melhor que você veja o que estou fazendo agora porque um dia você vai ter que saber fazer isso por você mesma.” Enquanto permanecia ali entre as roupas no varal logo após ter escutado aquelas palavras, Oprah afirma que uma voz interna dizia que aquela não seria a minha realidade. Oprah então decidiu que esta não seria a vida que ela escolheria para si.

Mesmo acreditando no valor do trabalho #doméstico, Oprah não aceitou que aquelas palavras vindas da mulher que representava tudo para ela se tornasse uma verdade pessoal e assim, aquela experiência a levou a descobrir o propósito de vida.


Oprah enfrentou várias batalhas que contribuíram para tornar uma das mulheres mais influentes do mundo. Foi estuprada pela primeira vez aos nove anos de idade e depois aos quatorze que acabou provocando uma gravidez indesejada, mas perdeu o que seria o seu único filho horas depois de um nascimento prematuro. Também aos quatorze anos foi levada para viver com o pai sem a menor explicação. Ainda se recuperando dos traumas provocados pelos abusos sexuais sofridos ainda tão nova, Oprah foi motivada a se tornar uma estudante que se destacava dos demais alunos levando a receber; com apenas dezesseis anos, o convite para apresentar um programa de uma rede de televisão local que deu o início a uma #carreira de #sucesso.


“Eu finalmente aprendi que ser grata ao meu próprio corpo é a chave para amar ainda mais a mim mesma.” Oprah Winfrey



Apesar de todo sucesso, #Oprah também sofreu preconceito, discriminacao além de enfrentar dificuldades em manter o peso, o que a fez aprender a aceitar as próprias características físicas incluindo o corpo. Ainda no início da carreira como jornalista, Oprah recebeu muitas críticas por causa dos cabelos crespos e dos olhos afastados. Chegou a sofrer uma perda grave dos fios de cabelo depois de fazer vários tratamentos de alisamento como forma de se “enquadrar” nos "#padrões" da época exigidos pela a diretoria da emissora. Porém o tempo ensinou através das experiências e muito sofrimento que aceitar as nossas características genéticas e valorizar o nosso corpo contribui muito para que possamos fortalecer a #autoestima.


"Faça decisões que apoiem sua autoimagem, autoestima e valor próprio."

Como você tem transformado suas experiências, seus traumas, seus bloqueios e suas crenças em oportunidades para crescer e se fortalecer apesar de todas as adversidades? Como você tem permitido ser influenciada pela necessidade de provar a alguém que você tem valor? A forma como você se vê tem refletido uma imagem de #mulher segura ou de uma mulher que depende da aprovação dos outros?







0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo