Buscar
  • Lidia Ferreira

Mulher - A expressão Divina das Emoções


Ao expressarmos os nossos sentimentos nos posicionamos diante da vida e perante a nós mesmas. Somos repletas de emoções como se caminhássemos por entre as nuvens branquinhas sabendo que podemos repousar os nossos pés de forma segura. Estamos cercadas por sentimentos de amor que não cabe no peito restando somente repartir. Mesmo assim, ainda não somos compreendidas, respeitadas, protegidas, amadas como merecemos. Se somos a expressão divina das #emoções, o que falta para que possamos ter os nossos direitos garantidos?


A mulher é formada por uma complexidade de elementos que a torna única. Sim, mesmo compartilhando de tantas coisas em comum, cada uma de nós possui sonhos e necessidades diferentes. Durante todas as fases da #vida, cada experiência acrescenta informações para o banco de dados mais potente que a mulher possui, a mente. A mente conduz as ações, as escolhas, mas o coração os sentimentos e as emoções. Não podemos fugir de nós mesmas ou correr um enorme risco de nos perder no caminho e poderíamos até nos afastar do que traz sentido de sermos quem somos.


Para entender melhor essa complexidade feminina, convido você a refletir comigo algumas maneiras como você e eu nos expressamos.


  1. A expressão das experiências - Especialistas afirmam que desde o ventre acumulamos tudo que acontece conosco. Percebemos as reações das pessoas que nos cercam e a maneira como reagimos aos acontecimentos. Mesmo sem compreender ao certo o que está acontecendo, podemos codificar as atitudes que proporcionam sensação de estar segura ou não. Mesmo sem possuir a capacidade de lembrarmos de tudo que aconteceu conosco, todas as nossas experiências exercem uma função de formação de mecanismos de: #defesa, de apoio, de #construção ou de destruição.


Nossas experiências são capazes de desenvolver sentimentos que estão relacionados com todos os elementos que formam o processo tanto de ação quanto de reação às circunstâncias que se assemelham com o passado. Por exemplo, se ao se deparar com uma situação parecida com a que você vivenciou no passado que a fez se sentir insegura, possivelmente você vai experimentar emoções que se assemelham com as que você sentiu anteriormente e provavelmente vai levar você a desejar fugir ou evitar esse risco.

Mesmo que seja natural e quase impossível de não relacionar experiências passadas, o importante é não permitir que essas memórias se tornem um fator de bloqueio que pode até paralisar devido ao medo. Ao invés disso devemos utilizar as nossas experiências como ferramenta que proporciona amadurecimento e crescimento pessoal.


2. A expressão de resiliência - A mulher possui uma enorme capacidade de ir até o limite e depois fazer o caminho de volta para o ponto original. Como vive envolta da certeza do seu papel como mulher não tem medo de seguir a jornada da vida e por mais que em alguns momentos o receio de não suportar seja real, a mulher não mede esforços para fazer o que deve ser feito. Por isso aguenta firme a dor do parto, as decepções da vida, as dificuldades do dia a dia.


É possível perceber nitidamente a resiliência da mulher imigrante que se adapta a uma nova cultura ajustando as expectativas sem permitir ser arrebentada mesmo depois de tantas tempestades.

A #resiliência é a expressão que você e muito mais do que outras pessoas dizem sobre você ou suas capacidades, e a maneira que você demonstra voltar ao estado anterior e se for necessário começar tudo de novo.


3. A expressão de força - A mulher exerce uma função singular de #gerar, nutrir, cuidar, proteger e mesmo assim ainda e chamada do sexo frágil. Mesmo que a força física não seja uma característica de nós mulheres comparada com a resistência masculina, a mulher é mestre em demonstrar o poder de: unir, agregar, somar, contribuir e etc..

A forma como manifestamos a nossa força interior não nos diminui perante a força física de ninguém. Não usamos a essa forma de força para nos expressarmos mais nos destacamos perante a dor como nenhuma outra espécie. Sua #força mulher está em você e da forma para qual você foi criada.


4. A expressão de amor - A mulher ama e propaga o amor de forma #genuína. Não espera de volta o reconhecimento e a retribuição pois sabe que o amor faz parte da sua formação. O amor que mais se assemelha ao amor divino e sem sombra de duvida e o amor expresso por uma #mãe que de forma incondicional ama e se entrega por esse #amor. Esse amor produz frutos que se espalham por onde passa podendo até atravessar barreiras que por muitas vezes são intangíveis aos olhos de quem não crê nesse amor.


Existem vários exemplos de mulheres que impactaram gerações por sua forma genuína de amar não só os seus mais próximos. Essa forma de amar deve servir de exemplo para um mundo que sofre com a falta de empatia pelo próximo mesmo através daqueles que deveriam nos proteger. A expressão do amor #feminino tem provado o poder transformador que a mulher tem exercido ao longos dos séculos e por isso deve ser valorizado e ensinado para as próximas gerações.



Que possamos nos unir ainda mais para proporcionar o apoio que tanto necessitamos não somente para continuarmos a dar valor a resistência do que coloca em risco o nosso direito de continuarmos nos expressar de forma livre e plena mas também de tudo que nos impede de conquistarmos os nossos sonhos e verdades. Feliz dia internacional da #mulher!





0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo