Buscar
  • Lidia Ferreira

Os Exames Mais Importantes para Todas as Fases da Vida.


A vida tem várias fases, cada fase muitas facetas. A melhor fase é agora, o melhor momento é o presente, pois o futuro não nos pertence. Cabe à nós aproveitar o máximo de todas as fases da vida.


Para quem já aproveitou mais de quatro décadas de vida, posso dizer que se tivesse a oportunidade de recomeçar tudo de novo, aproveitaria cada fase da vida de forma ainda mais intensa. Correria menos, me preocuparia menos, reclamaria menos, viveria mais. Mas felizmente o que temos é o presente momento.


A maturidade ensina que podemos sim sermos mais sábias, sensatas, ou não; porém o importante mesmo é; reconhecer que cabe a nós fazermos as escolhas que estão ao nosso alcance para conquistarmos um melhor equilíbrio em todos os sentidos. Com isso, podemos dizer que uma das coisas mais preciosas que temos é a saúde. Então como mulher, como podemos nos atentar com os cuidados para termos uma vida mais saudável não importa que fase da vida nos encontramos?


Hoje o tema é sobre quais são os principais exames para cada fase da vida da mulher. Seja você menina ou uma mulher madura, vamos colocar no nosso vocabulário duas palavras fundamentais, VIDA SAUDÁVEL.


Puberdade

Antes mesmo do início da puberdade o corpo da menina começa a demonstrar algumas mudanças. Ao se preparar para a transformação mais significativa na vida da mulher, é necessário que a menina mantenha consultas anuais com o pediatra para que observe o crescimento e desenvolvimento do corpo, através de exames clínicos e laboratoriais. Através do exame de sangue é possível verificar se existe alguma alteração hormonal mesmo que a menina não apresente nenhum sintoma. Algumas doenças e disfunções podem manifestar desde de cedo e a prevenção de algum problema futuro já começa na pré-adolescência.


A visita ao ginecologista deve iniciar assim que a primeira menstruação acontecer. A menina deve ter a liberdade de fazer quantas perguntas que desejar para o especialista que poderá; inclusive; pedir alguns exames mais específicos.


O Ministério da Saúde (OMS), recomenda que todos as meninas e meninos entre a idade de 9 aos 13 anos recebam as 3 doses da vacina contra o vírus do HPV (Papilomavírus humano). O HPV é responsável por causar mais de 250 mil mortes por ano no mundo. O principal câncer provocado pelo o HPV é o câncer do colo do útero. O Papilomavírus humano é uma doença sexualmente transmissível mais comum do mundo. Como o contato é feito através do ato sexual, a vacina contra o vírus do HPV deve ser aplicada antes da primeira experiência sexual, tanto do menino, quanto da menina. Por isso é fundamental que os pais levem seus filhos mesmo antes da adolescência. Para se proteger do vírus, meninas e meninos devem receber 3 doses da vacina, sendo que a segunda dose deve ser dois meses depois e a terceira dose 5 meses depois da primeira dose.


Com as mudanças hormonais que ocorrem no organismo da menina, é importante que a pré-adolescente receba orientação que ajude a criar hábitos saudáveis principalmente para evitar a obesidade, doenças sexualmente transmissíveis, além da gravidez indesejada.


Jovem-adulta - Dos 20 ao 30 anos

No final da adolescência início da juventude, o corpo da jovem-mulher, agora já formado, está pronto para a reprodução. Isso significa que a jovem deve receber orientações sobre exames anuais como forma prevenção, assim como: 1. Papanicolau - o principal exame para o diagnóstico do câncer de colo de útero; 2. Ultrassom pélvico e de mama; 3. Ultrassonografia transvaginal; Colposcopia e Vulvoscopia - exames suplementares. Nessa fase, a mulher deve iniciar o autoexame da mama que deve ser realizado todos os meses, sempre no terceiro ou quinto dia após da menstruação. Lembrando que o principal objetivo do autoexame é identificar alguma alteração na mama, através do toque e isso só é possível com o conhecimento do próprio corpo, por isso, quanto mais cedo iniciar o autoexame da mama, melhor.


Maternidade - Gravidez

Essa fase especial deve receber todo o cuidado. O ideal é que a mulher procure orientação médica para fazer o planejamento familiar. Em breve estarei dedicando exclusivamente para esse assunto.


Dos 30 aos 40 anos

A partir dessa fase, é necessário vários exames preventivos para garantir a saúde da mulher. Em caso de histórico familiar de câncer de mama, deve-se iniciar a mamografia aos 30 anos. A possibilidade de cura para o câncer de mama diagnosticado precocemente é de 90%. A partir dos 40 anos, mulheres que não possuem histórico de câncer familiar devem fazer a mamografia anualmente.


Apesar de alguns ginecologistas aconselharem a ultrassonografia transvaginal ainda durante a adolescência para casos específicos, mulheres entre 30 e 40 anos que sofrem com dores abdominais, cólicas ou irregularidade do ciclo menstrual, devem fazer esse tipo de ultrassonografia, pois facilita a visualização do útero, trompas e ovários. Algumas doenças, como a endometriose, que é a principal causa da infertilidade feminina, tem tratamento. A endometriose atinge uma em cada dez mulheres.


A partir dos 50 anos

Nessa fase a mulher inicia a menopausa. Com a maturidade o corpo também apresenta mudanças hormonais que pode influenciar a qualidade de vida. Os ovários passam a produzir de forma muito mais lenta, diminuindo a produção de dois hormônios: estrógeno e o progesterona que influenciam no humor e na energia física.


Dizem que a partir dessa fase é possível observar os primeiros sinais do envelhecimento. Eu tenho que discordar com essa afirmação. Eu já venho observando alguns sinais do envelhecimento à vários anos, na verdade desde de que completei 30 anos.

A bendita menopausa altera o sono, a pressão sanguínea, aumenta o risco: de doenças cardiovasculares, do câncer de mama, osteoporose, o câncer do intestino, etc...


Mulheres com mais de 65 anos estão mais propensas a demonstrarem os primeiros sinais de doenças que afetam o sistema nervoso central, como: a demência ou o Mal de Alzheimer, doença que afeta a memória e capacidade mental de forma irreversível. Um exame muito importante para essa fase é a densitometria óssea que pode identificar a osteoporose que pode provocar o aumento do risco de fratura devido a perda óssea.


É impossível evitar o envelhecimento, mas é fundamental viver intensamente cada fase da vida, principalmente quando nos cercamos de cuidados, hábitos e de pessoas especiais.

Vamos envelhecer da melhor maneira possível.


0 visualização
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

@2018 Copyright Plataforma Digital Feminina