Buscar
  • Lidia Ferreira

Vida Sexual Saudável.


Mesmo nos dias de hoje, ainda carregamos um enorme tabu quando falamos sobre a nossa sexualidade. Muitos anos se passaram desde de que o anticoncepcional se tornou um aliado para as mulheres. Desde então, várias outras formas de evitar uma gravidez indesejada e até métodos para prevenir doenças sexualmente transmissíveis triplicaram. Milhares de informações sobre o tema, estão a nossa disposição. Mesmo assim, porque ainda temos tanta dificuldade para falar sobre sexo? Porque insistimos em arrastar o estigma tão antigo? Sera que ja nao está na hora de juntarmos o conhecimento com uma boa pitada de humor e fazermos desses elementos um prato delicioso que reflita um estilo de vida saudável?


A mulher tem uma responsabilidade muito grande, no entanto muitas de nós não observamos o quanto não estarmos errando em um ponto importante. A nossa responsabilidade maior, como #mulher, deve ser com o nosso próprio corpo. Mulher a sua maior responsabilidade é manter o seu equilíbrio em todas as áreas da sua vida. Para que isso aconteça, é necessário você acreditar que: você merece se amar para poder amar; se cuidar para poder cuidar; se respeitar para receber #respeito; se proteger para poder manter o seu equilíbrio.


Cuidar da saúde sexual faz parte dessa responsabilidade pessoal. Então responda a seguinte pergunta. Você acredita que possua uma vida sexual saudável?

Todo ser humano possui necessidades básicas, e sexo para a grande maioria, faz parte dessa lista. O desequilíbrio está em fazer do sexo o centro da sua vida, ou o seu pesadelo. Caso você esteja vivendo de uma forma ou de outra, é provável que você não esteja se sentindo feliz ou completa. O #tabu sobre o sexo surgiu logo depois da era do dinossauros; entre o primeiro casal registrado na terra; mas até hoje, demonstramos um certo medo de falar sobre o assunto. Muitas pessoas disfarçam procurando transparecer que estão completamente realizadas fingindo que possuem uma vida sexual extremamente ativa e feliz.


No entanto, alguns estudos afirmam que ter uma vida #sexualmente ativa e satisfatória contribui tanto para o aumento da #autoestima quanto a redução de estresse, além de fortalecer a sistema imunológico.


Alguns benefícios para a #saúde de quem mantém uma vida sexual saudável são:

1 - Fortalece o sistema imunológico - Alguns cientistas acreditam que pessoas que fazem sexo duas vezes por semana podem ter a taxa de anticorpos, chamados de ocitocina, duas vezes mais elevada.

2 - Fortalece o coração - O coração também pode ser beneficiado principalmente para homens que fazem sexo duas a três vezes por semana, pois reduz pela metade o risco de ter um enfarte.

3 - Contribui para uma boa noite de sono - durante o ato sexual o organismo libera a ocitocina também conhecida como o hormônio do amor. Além de contribuir para o fortalecimento da intimidade do casal, colabora para uma boa noite de sono.

4 - Previne a incontinência urinária na velhice - a mulher que possui uma vida sexual ativa, tem uma musculatura pélvica mais forte que evita a incontinência urinária quando chega na idade mais avançada.

5 - Reduz a dor - novamente o responsável é a #ocitocina que ajuda a reduzir, tanto a dor de cabeça, como artrite e cólicas.


Para manter uma vida sexual saudável, também é importante se proteger contra as doenças sexualmente transmissíveis (DST). É importante manter o diálogo com o seu médico sobre como manter a sua saúde. Mesmo com tanta informação, até hoje muitas pessoas não sabem identificar os métodos mais comuns de proteção. Apesar de existir tratamento para várias doenças, os sinais da (#DST) normalmente são silenciosos. Nesse caso somente através de exames periódicos o médico pode fazer o diagnóstico correto. Infelizmente milhares de pessoas são diagnosticadas todos os dias e passam a sofrer consequências graves principalmente quando levam muito tempo para buscar o tratamento.


Todos os anos a mulher deve fazer pelo ou menos um exame completo com um ginecologista. O médico é a pessoa certa para determinar qual o exame necessário de acordo com a faixa etária. É fundamental também que a mulher se submeta ao exame do HIV para saber se foi exposta ao vírus. O exame do #HIV é simples e gratuito. É importante que a mulher faça uma lista de perguntas para fazer ao ginecologista para que este tire todas as dúvidas.


Algumas perguntas importantes para fazer ao seu ginecologista.

a) Com que frequência devo fazer os exames para identificar #doenças sexualmente transmissíveis?

b) Quais são as opções de #contraceptivos?

c) Existe alguma medicação para evitar a tensão pré-menstrual (TPM)?

d) Como é feito o auto exame?

e) Quais os motivos para a falta de #orgasmo?

f) Como evitar a infecção urinária?

g) Com quem devo conversar quando me sentir deprimida?


Uma vida sexualmente saudável não está necessariamente relacionada com a frequência mais sim como você se relaciona consigo mesma. Os cuidados com a sua vida #sexual deve iniciar na área emocional. Procure fortalecer a sua mente, além de separar um tempo para investir na sua saúde física também. Mantenha um diálogo íntimo com você mesma. Caso esteja vivendo um momento difícil, busque ajuda de um profissional para que este possa levar a você a perceber os caminhos para restabelecer o seu #equilíbrio

@plataformadigitalfeminina

0 visualização
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

@2018 Copyright Plataforma Digital Feminina